A GNR anunciou esta segunda-feira o encerramento de um cabeleireiro que se encontrava em funcionamento na Batalha, no distrito de Leiria, após uma denúncia, violando as normas em vigor para a redução do contágio por SARS-CoV-2.

Numa nota de imprensa, o Comando Territorial da GNR em Leiria informa que, na sequência de uma denúncia, os militares do Posto Territorial da Batalha, no dia 06 de fevereiro, encerraram um salão de cabeleireiro, que se encontrava em funcionamento.

Ao deslocarem-se ao local, os militares encontraram no interior do estabelecimento o proprietário e o cliente, que foram identificados.

O estabelecimento foi encerrado e foram elaborados dois autos de contraordenação: um ao cliente, por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário e o outro ao proprietário, por violação da suspensão de atividade prestação de serviços em estabelecimento aberto ao público.

A GNR recorda que, de acordo com as medidas impostas pelo estado de emergência face à evolução da situação epidemiológica do país, encontram-se suspensas as atividades de comércio a retalho e de prestação de serviços em estabelecimentos abertos ao público, ou de modo itinerante, com exceção daquelas que disponibilizem bens de primeira necessidade ou outros bens considerados essenciais.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.316.812 mortos no mundo, resultantes de mais de 106 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 14.354 pessoas dos 767.919 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.