Um professor português que estava em Timor-Leste ao abrigo de um projeto luso-timorense nas escolas do país morreu, esta terça-feira, vítima de doença súbita, confirmou à Lusa fonte da Embaixada de Portugal em Díli.

A mesma fonte explicou que o professor, de cujo óbito já foi informada a família, se começou a sentir indisposto na segunda-feira, tendo ainda dado aulas.

Ainda foi à clínica médica de Ainaro, a localidade onde estava destacado, e onde voltou depois dos sintomas não melhorarem.

Viajou para Maubisse onde foi visto por um médico que recomendou a sua transferência para Díli onde acabou por chegar já morto.

O homem, que estava a lecionar em Timor-Leste desde 2013, estava atualmente destacado no Centros de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE) em Ainaro, a cerca de 110 quilómetros sul da capital.

As autoridades portuguesas e timorenses em Díli estão já a tratar dos procedimentos para a trasladação do corpo para Portugal.

/ AM