As operações de busca e salvamento pelos dois pescadores desaparecidos desde a noite de segunda-feira ao largo da ilha de São Jorge, nos Açores, foram retomadas hoje de manhã, disse o capitão do porto da Horta.

Rafael da Silva disse esperar que as condições climatéricas de hoje facilitem os trabalhos, depois da chuva e do estado do mar terem dificultado as buscas ao final da tarde de terça-feira.

"Esperamos que as condições climatéricas de hoje sejam mais favoráveis e que possamos encontrar os dois homens", adiantou o responsável pela autoridade marítima que está a coordenar os meios de busca entre as ilhas de São Jorge e do Pico.

No local, continua uma aeronave da Força Aérea, um navio patrulha oceânico da Marinha, uma embarcação da Polícia Marítima da Horta e um barco da Estação Salva-vidas da Horta.

Os dois pescadores desaparecidos estavam a bordo de uma embarcação da ilha Terceira, juntamente com um terceiro homem, mas foram obrigados a abandonar o barco devido a um incêndio que terá deflagrado na casa das máquinas, quando se encontravam ao largo da ilha de São Jorge.

Dos três tripulantes, apenas um conseguiu nadar para terra e alertar as autoridades.