Os problemas no abastecimento de combustível no aeroporto de Lisboa, que levaram ao cancelamento de mais de 60 voos, deixaram milhares de passageiros durante horas e horas sem respostas e à espera de soluções.

Nas redes sociais, há relatos de pessoas que esperaram até 8 e 10 horas.

Os passageiros, portugueses e estrangeiros, queixavam-se da falta de informações por parte das companhias aéreas, da falta de acesso a comida, bebidas e locais para dormir.

Vídeos e fotografias mostram centenas de pessoas em filas no terminal 2 e de outras a dormir no chão, em vários pontos do aeroporto.

 

 

 

 

 

 

"10 horas e não há informações ou acesso a medicação", escreveu uma passageira na sua conta de Twitter.