O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve hoje quatro cidadãos estrangeiros, em diferentes aeroportos, por indícios da prática do crime de falsificação de documentos, anunciou aquele organismo em comunicado.

No Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, foi detetado um passageiro, no controlo documental de saídas do voo com destino a Londres, que “apresentou um título de residência do Reino Unido com fortes indícios de falsificação”.

Esse passageiro foi apresentado no Tribunal de Turno do Porto, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de apresentações periódicas obrigatórias no SEF.

No Aeroporto de Lisboa foi detido um outro cidadão estrangeiro por “indícios da prática do crime de falsificação de documentos e por permanência irregular em território nacional”.

Este detido vai ser presente a juiz na próxima segunda-feira, altura em que lhe serão aplicadas as medidas de coação.

Já no Aeroporto de Ponta Delgada, nos Açores, foram detidos outros dois estrangeiros que “pretendiam embarcar para Toronto, Canadá, com passaportes de Israel falsificados e dados como roubados pela Interpol”.

Os suspeitos apresentavam, ainda, autorizações de residência falsas.

Os dois detidos serão, igualmente, presentes a tribunal na segunda-feira.

/ HCL