"Se o problema não for resolvido durante este mês, a partir de janeiro, e por tempo indeterminado, teremos um pré-aviso de greve que permitirá que os professores que não têm dinheiro para se deslocar possam entrar em greve", disse.