Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais três mortes e 1.751 casos de covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde.

De acordo com os dados divulgados esta sexta-feira, estão agora internadas 411 pessoas, mais 28 do que na quinta-feira, das quais 65 em unidades de cuidados intensivos, mais uma nas últimas 24 horas.

As três mortes registaram-se nos Açores, em Lisboa e Vale do Tejo e no Algarve.

Segundo a DGS, as vítimas mortais são das faixas etárias entre os 50 e os 59 anos, dos 70 aos 79 anos e das pessoas com 80 ou mais anos.

A incidência de infeções nos últimos 14 dias voltou a subir em Portugal, estando agora nos 134,2 casos por 100 mil habitantes. Em Portugal continental, este indicador registou também um crescimento, passando de 124,8, na quarta-feira, para 133,3 casos por 100 mil habitantes.

O índice de transmissibilidade (Rt) do vírus, por seu turno, passou de 1,12 para 1,15, tanto a nível nacional, como em Portugal continental.

O número de concelhos em risco elevado e muito elevado de infeção aumentou esta semana de 29 para 47, estando em risco extremo Marvão e Pampilhosa da Serra.

O concelho de Marvão entrou esta semana para o risco extremo de infeção, com uma incidência acumulada a 14 dias (entre 28 de outubro e 10 deste mês) de 1.770 casos, mantendo-se nesta categoria o concelho de Pampilhosa da Serra (1.612).

Nos concelhos em risco muito elevado, ou seja, com uma incidência de entre 480 e 959,9 casos por 100 mil habitantes, regista-se um aumento de cinco para oito numa semana. Alpiarça (587), Golegã (889), Miranda do Corvo (590), Penamacor (487), Penedono (637), São João da Pesqueira (666), Vila Nova da Barquinha (570) e Vila Velha do Ródão (509) são os concelhos agora em risco muito elevado de infeção.

Também a subir estão os concelhos em risco elevado (entre 240 e 479,9 casos por 100 mil habitantes a 14 dias), já que o boletim desta sexta-feira contabiliza 39 concelhos nessa categoria, enquanto no relatório anterior eram 24.

Segundo o boletim, entre os 120 e os 239,9 casos por 100 mil habitantes a 14 dias estão 81 concelhos, mais 23 do que na semana anterior.

Com uma incidência de zero casos estão agora 17 concelhos, menos seis do que o registado pela DGS há sete dias.

Pedro Falardo / com Lusa