"Aproximamos o evento das pessoas e do país para que se perceba que o Portugal Fashion não vive no éter, longe de todos, na moda de autor que é feita só para alguns, porque nós queremos estar próximos das pessoas. Tem que haver o equilíbrio entre aquilo que é a moda de autor e aquilo que é um público mais vasto. Nós temos que viver neste equilíbrio", defendeu.