A Polícia Judiciária (PJ) deteve um ferroviário de 57 anos “fortemente indiciado” pela prática do crime de pornografia de menores, no Peso da Régua, disse esta quarta-feira a força policial.

A detenção, efetuada pelo Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, foi feita na sequência da operação “3P” que, no final de setembro, desmantelou um rede de partilha de pornografia de menores na Internet.

O homem agora detido, no Peso da Régua, é suspeito da autoria do crime de pornografia de menores e os factos, segundo explicou a PJ em comunicado, ocorreram no período compreendido entre os meses de março e outubro de 2021, em território nacional.

A investigação desenvolvida permitiu a apreensão de vários materiais informáticos utilizados pelo arguido, “contendo dezenas de ficheiros de imagens (vídeos e fotografias) de cariz sexual e envolvendo menores, aparentando idades inferiores a 14 anos”.

O ferroviário vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

No dia 30 de setembro a PJ anunciou a detenção de 15 homens, com idades entre os 23 e os 60 anos, no âmbito da operação "3P" de combate à pornografia de menores na Internet.

Aquelas detenções resultaram de 25 buscas domiciliárias realizadas em distritos do território continental e nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira, no âmbito de uma operação "de grande dimensão" de combate à pornografia de menores na Internet denominada "3P" (Portugal Ponto a Ponto).

Durante as buscas, foram apreendidos computadores, dispositivos de armazenamento de ficheiros, smartphones e milhares de ficheiros que contêm pornografia e que estão a ser analisados pela PJ.

A operação "3P" resultou da junção de vários inquéritos num só, tendo participado todas as diretorias e departamentos da PJ e a Unidade de Perícia Tecnológica e Informática (UPTI).

/ AG