A Escola Básica 1 Jorge Barradas, em Lisboa, fechou, nesta sexta-feira, após testes positivos à covid-19 em seis alunos do 1.º ao 4.º anos e de quatro monitores do apoio à família, segundo a associação de pais.

Em declarações à agência Lusa, Carlos Santos, da Associação de Pais da Escola Básica (EB) 1 Jorge Barradas, adiantou que foi decidido hoje o fecho, após ter surgido um novo caso positivo num aluno do 4.º ano.

A escola está fechada porque todas as turmas estão em confinamento. Na sexta-feira passada apareceu um primeiro caso positivo no 1.º ano, na segunda-feira no 2.º ano, depois apareceu no 3.º ano e hoje no 4.º”, contou.

Carlos Santos disse que “neste momento estão confirmados 10 casos, seis crianças e quatro monitores da componente de apoio à família (CAF)”, acrescentando que a escola tem 300 alunos.

É uma escola de 1.º ciclo que está em obras. As crianças estão juntas nos recreios divididos por anos, mas sem máscara, portanto, quando há um caso numa turma do 1.º ano todas as turmas de 1.º ano vão para casa”, disse.

De acordo com a associação de pais, existem 12 turmas, sendo que quatro têm casos positivos.

Por seu turno, também em declarações à Lusa, a diretora do Agrupamento de Escolas de Benfica, Rosária Alves, ressalvou que a escola “tomou todos os procedimentos definidos pelas autoridades de Saúde” e que todos os alunos estão a ter aulas ‘online’.

Não podemos falar de um surto, mas sim de casos pontuais, até porque estes alunos têm casos positivos na família e não existe uma cadeia de contágio”, referiu.

A responsável estima que o primeiro grupo de alunos que entrou em quarentena possa regressar ao ensino presencial a partir do dia 18 de novembro.

Temos reunido com todos os pais, no sentido de os tranquilizar e a aliviar a ansiedade. Todos os alunos estão a ser acompanhados, já foi feita toda a limpeza e higienização dos espaços e esperamos rapidamente regressar à normalidade”, sublinhou.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.294.539 mortos em mais de 52,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.250 pessoas dos 204.664 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ CM