A PSP foi apedrejada e obrigada a disparar no bairro Quinta do Mocho, em Sacavém, Loures, após uma denúncia de ajuntamentos na rua para consumo de álcool.

Pelo menos três suspeitos foram já identificados e detidos, mas a polícia permanece no local, com reforço de meios.

A PSP foi chamada ao bairro após a denúncia de um morador, de que haveria aglomerados de pessoas junto a bares ilegais.

Recorde-se que a freguesia de Sacavém e Prior Velho é uma das 19 mais afetadas pela Covid-19 em Portugal e onde são proibidos ajuntamentos com mais de cinco pessoas.

À chegada à Quinta do Mocho, a equipa da PSP foi atacada com pedras, por indivíduos que se encontravam nos telhados dos prédios, depois de terem tido conhecimento de que a polícia tinha sido chamada.

Foi então que os agentes presentes efetuaram disparos, numa tentativa de afastar os agressores.

       
Daniela Rodrigues