Quarenta e três utentes e 12 funcionários do lar da Associação de Solidariedade e Apoio Social do Pessoal da TAP, em Sintra, testaram positivo à covid-19, confirmou fonte da câmara municipal à Lusa.

De acordo com a autarquia, 43 utentes, de um total de 83, e 12 trabalhadores, de um universo de 51, foram testados depois de ter surgido um caso naquele lar e deram positivo.

Segundo a mesma fonte, a autarquia “teve conhecimento no domingo de um caso positivo no lar em causa e, em articulação com as autoridades de saúde, o presidente da Câmara de Sintra acionou os testes covid-19 do município para serem testados todos os utentes e profissionais deste equipamento”.

Foi, ainda, desinfetado o interior e exterior do local, bem como reforçados os equipamentos de proteção individual, de acordo com a mesma fonte.

Os utentes “continuam no lar, respeitando as regras e orientações da delegada de saúde” e o município “continua, com as autoridades de saúde, a monitorizar a situação até à resolução deste surto”.

“A autarquia recomendou ao lar a maior transparência pública e com as famílias perante a situação”, acrescentou a mesma fonte.

. / CM