O Conselho de Administração do Hospital Garcia de Orta informou, através de um comunicado, que a urgência do serviço de pediatria encerrará das 21:00 desta segunda-feira até às 08:30 de terça-feira.

A interrupção acontecerá devido a insuficiência de médicos pediatras para cumprir a escala noturna.
 

Solicita-se a todos os utentes que, caso necessitem de recorrer a uma urgência pediátrica durante o referido período, se dirijam à Urgência Pediátrica do Hospital de Santa Maria ou do Hospital de Dona Estefânia", refere o comunicado. 

A Urgência pediátrica já tinha encerrado na noite de sábado para domingo. Nessa altura, a administração do hospital disse lamentar a situação, mas garantiu que estavam a decorrer “todas as diligências necessárias para ultrapassar as dificuldades”, em articulação com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e com a tutela.

A Câmara do Seixal reiterou o seu apelo a “soluções urgentes” para a falta de médicos pediatras no Hospital Garcia de Orta, lembrando a importância de construir um hospital neste concelho, no distrito de Setúbal.

A Câmara Municipal do Seixal reitera a sua preocupação com a degradação dos cuidados de saúde prestados às populações e volta a insistir para que se encontrem soluções urgentes para a falta de profissionais no Serviço Nacional de Saúde, bem como se reforce o investimento em novos equipamentos de saúde”, defendeu a autarquia, em comunicado.

O Hospital Garcia de Orta localiza-se em Almada, no distrito de Setúbal, mas também serve o concelho do Seixal, que fica igualmente afetado com o fecho da urgência pediátrica durante a noite.

Este fecho aconteceu já no fim de semana, por falta de médicos, e voltará a concretizar-se esta noite.

O município do Seixal vê esta situação com grande preocupação e, segundo a nota divulgada, já tinha abordado os constrangimentos existentes com a secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte.

Na altura, a secretária de Estado transmitiu à autarquia que estariam a ser tomadas medidas para ultrapassar os constrangimentos existentes rapidamente. Infelizmente, passados poucos meses desde essa reunião, a situação na pediatria no Hospital Garcia de Orta não só não se resolveu, como ainda se agravou”, frisou.

Neste sentido, a Câmara do Seixal lembrou a importância da construção de um hospital no concelho, advertindo o Governo para não “persistir no erro de encerar o Serviço Nacional de Saúde e a saúde dos portugueses como uma despesa, mas sim como um investimento fundamental na qualidade de vida das populações”.

O Hospital Garcia de Orta informou esta segunda-feira que a urgência do serviço de pediatra vai encerrar esta noite, a partir das 21:00, um fecho que se estende até às 08:30 de terça-feira, por “insuficiência de médicos pediatras para cumprir a escala noturna”, e que também já tinha acontecido na noite de sábado e madrugada de domingo.

A falta de pediatras neste hospital já se arrasta há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais do serviço, sendo que o lançamento de concursos também não foi suficiente para colmatar a carência porque “ninguém concorreu”, segundo o Sindicato dos Médicos da Zona Sul.

Numa carta enviada ao bastonário dos Médicos no início deste mês, a que a Lusa teve acesso, os pediatras deste hospital pediram a intervenção urgente da ordem na situação do serviço de urgência pediátrica por considerarem que não há condições mínimas de segurança para os doentes em vários momentos.