A polícia deteve um homem na freguesia de Alcântara, em Lisboa, suspeito de furtos a residências, que ficou conhecido das autoridades como o 'Aquaman da Ajuda', por inundar as casas após os assaltos, anunciou esta sexta-feira a PSP.

O suspeito ficou conhecido pelo seu peculiar 'modus operandi' antes de abandonar as residências por si assaltadas, fechava as válvulas de segurança e descarga de todo e qualquer sanitário e também lava-louça, abria as torneiras e provocava verdadeiras inundações nas mesmas, provocando danos avultados, o que lhe valeu no seio policial o epíteto de 'Aquaman da Ajuda'", relata o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP.

Em comunicado, o Cometlis diz que o homem, de 46 anos, detido após um mês de investigação, ter-se-á apoderado de quase 84 mil euros, de joias e de artigos em ouro, tendo a PSP recuperado algumas peças de ourivesaria, avaliadas em cerca de 5 mil euros.

O suspeito, detido na madrugada de terça-feira e já com antecedentes criminais, foi presente a primeiro interrogatório judicial e ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.