A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou na conferência de imprensa conjunta da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Ministério da Saúde que existem 18 infetados com Covid-19 internados nas Unidades de Cuidados Intensivos em Portugal.

Dos 18 casos internados nos cuidados intensivos, oito estão em estado crítico e "inspiram muito cuidado".

O relatório de situação, divulgado na manhã deste domingo, avançava um total de nove casos de pessoas internadas nos cuidados intensivos.

A ministra da Saúde estima o pico da epidemia "até ao final de abril", acrescentando que "não invalida que surjam novos casos" , depois desta fase.

Com dados que dispomos à data é previsível que a curva epidemiológica aumente pelo menos até ao final de abril. Até lá, o comportamento da curva dependerá também do nosso comportamento individual", adiantou.

Na conferência, houve ainda uma nota para a homenagem dos portugueses aos profissionais de saúde.

É com muita emoção e solidariedade que vemos as manifestações que se fizeram sentir por todo o país", referiu a ministra da Saúde.

Marta Temido referiu ainda que as escolas vão permanecer abertas para filhos de profissionais de saúde e segurança.

Graça Freitas destacou a ação positiva dos portugueses e pediu aos que tenham sintomas para não ir trabalhar.

Em Portugal há 245 casos confirmados de Covid-19, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde divulgado este domingo. São mais 76 casos do que no boletim anterior, que registava 169.

Já há mais casos de infeção na região de Lisboa, 116, do que no Norte, 103.

Rafaela Laja