«Enquanto não regularmos esta atividade a nível europeu não estaremos em condições de garantir aos cidadãos que as decisões dos reponsáveis públicos são tomadas em função do interesse público e não de interesses privados de grupos de pressão poderosos e bem organizados.»




















Redação / SS