O suspeito de ter violado e esfaqueado uma agente imobiliária durante a visita a uma casa em Sobral de Monte Agraço, próximo de Torres Vedras, tem 25 anos e foi detido pela Polícia Judiciária na noite de terça-feira, por "fortes indícios da prática de um crime de violação, de um crime de homicídio, na forma tentada, e de um crime de detenção de arma proibida".

A vítima, de 33 anos, foi alvo de "extrema violência física", sofrendo "múltiplas e graves lesões", estando internada em estado grave no Hospital Beatriz Ângelo, em Loures.

Os crimes foram cometidos durante a visita a um imóvel, em Sobral de Monte Agraço, que o suspeito já tinha visitado por duas vezes, a 9 e 12 de setembro.

Os factos criminosos ocorreram na sequência de uma visita a um imóvel, cuja venda a vítima intermediava, sendo que, simulando interesse na aquisição desse imóvel e após duas visitas anteriores, nos dias 9 e 12 de setembro, o abusador sexual atacou a vítima aproveitou-se da circunstância de estar sozinho com ela, usando de extrema violência física e produzindo-lhe múltiplas e graves lesões, através do uso de uma navalha", indica a PJ.

Além da rápida identificação e detenção do suspeito, que contou com a ajuda da GNR de Torres Vedras, a Polícia Judiciária apreendeu ainda a arma branca utilizada, uma navalha. 

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.

Catarina Machado