O filho do homem que foi encontrado morto numa casa que ardeu esta terça-feira de madrugada numa localidade de Penacova entregou-se à GNR, afirmou à agência Lusa o Comando Territorial de Coimbra.

O incêndio, que destruiu completamente a casa em Sazes do Lorvão, provocou um morto, sendo que de manhã os operacionais continuaram as buscas à procura de um possível segundo cadáver na habitação, onde moravam pai e filho.

Fonte do Comando Territorial da GNR referiu que houve uma entrega voluntária do filho da vítima à Guarda, escusando-se a prestar mais esclarecimentos por a ocorrência estar sob investigação por parte da Polícia Judiciária (PJ).

O presidente da Junta de Freguesia de Sazes do Lorvão, José Carlos Alves, disse à agência Lusa que o jovem se entregou no posto da GNR de Penacova por volta das 15:00.

De acordo com o autarca, a vítima teria cerca de 54 anos e o filho 27, morando juntos na habitação que ardeu.

Durante a manhã, a PJ esteve no local a investigar a ocorrência, quando ainda prosseguiam as buscas por um possível segundo corpo.

O alerta para o incêndio nesta localidade do distrito de Coimbra foi dado às 05:29, e as chamas foram extintas às 07:15.

. / HCL