Portugal regista esta segunda-feira mais 3.996 casos e 91 mortes por covid-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS). Trata-se de um novo recorde de óbitos diários no nosso país.

Desde o início da pandemia já foram confirmados 225.672 casos de infeção, dos quais 3.472 resultaram em vítimas mortais.

Segundo a nota da DGS, esta segunda-feira foi feita uma atualização de dados, sendo que o cumulativo de contágios reportados é de 8.371, com 4.375 casos que já se encontravam em sistema, mas que ainda não tinham sido sinalizados.

A DGS informa que, em relação aos casos confirmados e aos recuperados (mais 3.560), os valores resultam de uma mudança no sistema de análise de dados, sendo a diferença diária nestes campos calculada em relação aos dados do dia anterior.

A região Norte foi aquela que voltou a registar mais casos, com 2.063 contágios confirmados nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 1.350.

O boletim indica ainda que das 91 mortes, o valor mais elevado em nove meses de pandemia por covid-19, 44 foram registadas na região Norte, 33 na região de Lisboa e Vale do Tejo, onze na região Centro e três no Alentejo.

O documento refere que estão internadas 3.040 pessoas em enfermaria e 426 em Unidades de Cuidados Intensivos, mais onze em relação aos dados fornecidos domingo.

O número de internamentos hospitalares por covid-19 ultrapassou, pela primeira vez, os três mil casos.

As autoridades de saúde mantêm em vigilância 95.354 contactos, mais 750 do que no domingo.

Quanto à caracterização dos casos registados, o novo coronavírus já atingiu 121.802 mulheres, 99.448 homens e, segundo o boletim, foram contabilizados 4.422 casos cujo "sexo é desconhecido", encontrando-se "sob investigação uma vez que os dados não são fornecidos de forma automática".

António Guimarães / com Lusa