Um aluno da Escola Secundária de Ponte de Sor, em Portalegre, foi esfaqueado, esta terça-feira de manhã, por um colega, confirmou à TVI24 uma fonte do Comando Territorial de Portalegre da Guarda Nacional Republicana (GNR). A mesma fonte adiantou que o agressor foi detido pela GNR e algemado no próprio local.

O alerta foi dado cerca das 10:30 pouco depois de o aluno ter sido agredido com uma arma branca, uma faca, por um colega mais velho na zona da perna e da nádega”, disse ainda a fonte. A agressão ocorreu "no interior da escola, no decorrer de um intervalo", acrescentou.

A mesma fonte da guarda disse desconhecer os motivos da agressão. 

A vítima, de 16 anos, foi assistida no local e depois transportada pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o hospital do concelho vizinho de Abrantes, em Santarém.

Contactada pela Lusa, Anabela Vaz, do gabinete de comunicação do Centro Hospitalar do Médio Tejo, de que faz parte o hospital de Abrantes, indicou que a vítima foi suturada e "já recebeu alta hospitalar".

O agressor, de 18 anos, foi ouvido esta terça-feira à tarde no Tribunal de Ponte de Sor e ficou sujeito à medida de coação de Termo de Identidade e Residência, confirmou o Ministério Público, adiantando também que o caso vai ser alvo de um inquérito.

De acordo com uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre, foram deslocados para o local seis operacionais dos bombeiros e uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Ponte de Sor.

O esfaqueamento em Ponte de Sor é o segundo registado em dois dias em escolas do país. Na segunda-feira, um jovem de 15 anos foi agredido com uma arma branca na sequência de conflitos "entre vários alunos" à porta de uma escola básica na Amora, Seixal, no dia do regresso às aulas para o início do ano letivo.