Os trabalhos de reparação numa conduta na rua Maria Pia, em Lisboa, estão concluídos e foram abertas ao trânsito as duas vias daquela artéria de Alcântara, cujo piso abateu na quarta-feira, anunciou hoje a EPAL.

Em comunicado, a EPAL - Empresa Portuguesa das Águas Livres informa ainda que a pavimentação definitiva da rua será realizada nos próximos dias.

De acordo com o documento, a EPAL adianta também que os danos causados pela rotura devem ser comunicados pelos lesados para a direção comercial da empresa para análise e avaliação.

O trânsito na Rua Maria Pia, em Lisboa, esteve cortado na quarta-feira, nos dois sentidos, por causa de uma rotura numa conduta da EPAL, que provocou o abatimento do piso, junto ao n.º 4 daquela rua, na zona de Alcântara, e obrigou ao corte total do trânsito.

Segundo a EPAL, faltou a água em parte daquela rua e em parte da Rua Arco do Carvalhão, assim como na Calçada dos Sete Moinhos, sendo que o acumular de água no Túnel de Alcântara levou mesmo a Infraestruturas de Portugal (IP) a interromper a circulação de comboios entre Ponte Santana e Alcântara-Terra.

Os clientes da CP com títulos de transporte válidos puderam viajar em autocarros da Carris enquanto a circulação de comboios entre Alcântara-Terra e Campolide, em Lisboa, esteve encerrada, tendo sido restabelecida ao fim da tarde, com limitação de velocidade.

O abastecimento de água nas ruas afetadas pela rotura da conduta da EPAL foi “regularizada" ao final da tarde de quarta-feira, anunciou a empresa.