A circulação de comboios foi restabelecida junto à Mealhada, às 18:00 de hoje, após uma redução do nível de água nas vias, que afetava as linhas do Norte e Beira Alta, afirmou hoje fonte da Infraestruturas de Portugal (IP).

A inundação das vias junto à estação da Pampilhosa, no concelho da Mealhada, tinha levado ao corte da circulação, às 17:20, na Linha do Norte, entre Mealhada Norte e Souselas (Coimbra), e na Linha da Beira Alta, entre Mealhada Norte e Mortágua.

Devido a uma redução do nível da água foi possível restabelecer "a circulação em ambas as vias", com os comboios a circularem a velocidade reduzida (10 km/h), referiu a mesma fonte da IP.

Apesar do restabelecimento de circulação neste ponto, ambas as linhas continuam cortadas noutros pontos.

A Linha do Norte continua com a circulação suspensa entre Oliveira do Bairro e Mogofores, concelho de Anadia, e a Linha da Beira Alta mantém o serviço interrompido entre Luso, concelho da Mealhada, e Oliveira do Bairro.

Nas duas situações a circulação foi suspensa devido à queda de uma árvore sobre a catenária (sistema de distribuição e alimentação elétrica aéreo).

A passagem da depressão Elsa, em deslocação de norte para sul, provocou em Portugal dois mortos, um desaparecido e deixou perto de 80 pessoas desalojadas, registando-se entre quarta-feira e as 12:00 de hoje cerca de 7.000 ocorrências, na sua maioria inundações e quedas de árvore.

Num balanço feito ao início da tarde, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) referiu que os distritos mais afetados são Porto, Viseu, Aveiro, Coimbra, Braga e Lisboa.

Segundo a Proteção Civil, até às 20:00 deverá verificar-se um agravamento do estado do tempo, sendo depois expectável que a situação comece a estabilizar.

O IPMA tem hoje sob aviso laranja (o segundo mais grave) 12 distritos de Portugal continental e a costa norte da Madeira devido sobretudo à agitação marítima. Leiria, Santarém e Portalegre estão sob aviso laranja também devido às previsões de precipitação forte durante a tarde.

O IPMA alertou para os efeitos de uma nova depressão, denominada Fabien, que atingirá Portugal no sábado, em especial o Norte e o Centro, estando previstos intensos períodos de chuva e vento forte de sudoeste, com rajadas que podem atingir 90 km/hora no litoral norte e centro e 120 km/hora nas terras altas.

/ HCL