O campus da Penha da Universidade do Algarve foi evacuada ao final da manhã desta quarta-feira devido a uma ameaça de bomba, confirmou fonte da PSP à TVI.

Vários pavilhões da universidade foram evacuados com urgência, tendo o perímetro sido alargado várias vezes. Ao final da manhã, todos os alunos, professores e funcionários tinham sido retirados.

Foram enviados para o local cerca de 25 elementos da PSP e também uma Brigada de Minas e Armadilhas, que está a tentar apurar a veracidade da ameaça.

A ameaça foi feita diretamente à PSP, por telefone, cerca das 11:20, por parte de um professor da instituição, confirmou um outro docente à TVI. Segundo esta fonte, trata-se de um professor que está de "baixa médica desde março" e que "já teve outros comportamentos estranhos", pelo que "a ameaça foi considerada" como séria.

O suspeito foi identificado pelos serviços técnicos da universidade, que alertaram, depois, a polícia. O professor acabou por ser detido em casa.

O docente, que tem conflitos por resolver com os responsáveis pelo estabelecimento, indicou que estava uma bomba numa sala da Escola Superior de Educação e Comunicação.

Segundo a agência Lusa, a Universidade do Algarve remeteu mais pormenores sobre o caso para mais tarde.