A Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou esta terça-feira à TVI que existem, atualmente, seis surtos de covid-19 em lares no país, que resultaram em 54 casos positivos. Uma confirmação que surge depois da notícia da morte de duas idosas em lares, na última semana.

Em comunicado, a DGS esclarece que deste total de pessoas infetadas, uma parte já foram dadas como recuperadas. 

À data assinalam-se 6 surtos em ERPIS/IPSS. Na data mesma data de reporte existiam 54 casos de COVID-19 resultantes destes surtos, parte dos quais já estarão igualmente recuperados", lê-se na nota. 

A TVI sabe ainda que estes surtos foram registados nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo (5) e no Algarve (1), onde se tem verificado um aumento da incidência. 

Lar em Mafra com 21 infetados

O lar Solar De S. Gião, em Milharado, Mafra, é dos que tem atualmente um surto ativo, que afeta utentes e funcionários. Num total de 13 trabalhadores, seis estão infetados e dos 21 utentes, 15 estão contaminados. 

Todos os idosos desta instituição já estão vacinados e apresentam sintomas ligeiros, ainda que três estejam internados no hospital. A TVI sabe que um dos utentes que esteve anteriormente internado, acabou por morrer.

Quanto aos funcionários, apenas quatro tinham a vacinação completa contra a covid-19, um tinha apenas uma dose e os restantes não estavam vacinados. 

Recorde-se que em fevereiro o país registou o maior número de sempre de surtos de covid-19 em lares: 405. Nesse sentido, a DGS alerta para a importância da vacinação "na proteção da população mais vulnerável".

A vacinação em lares foi das primeiras prioridades no Plano de Vacinação, tendo ficado concluída no início deste ano. 

Em Portugal, morreram 17.068 pessoas em 865.806 casos de infeção confirmados.

Cláudia Évora Rita Barão Mendes / Notícia atualizada às 11:40