O encenador, ator e dramaturgo Pedro Penim vai ser o próximo diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, substituindo Tiago Rodrigues, anunciou, esta quarta-feira, o Ministério da Cultura.

Ao diretor artístico cessante, Tiago Rodrigues, o Governo agradece o trabalho desenvolvido no Teatro Nacional Dona Maria II ao longo dos últimos seis anos”, acrescentou o comunicado governamental.

Nascido em Lisboa em 1975, Pedro Penim fundou o Teatro Praga, definido pelo ministério como uma “companhia emblemática da criação teatral portuguesa contemporânea”, tendo também criado o espaço Rua das Gaivotas 6.

Pedro Penim é nomeado para um mandato de três anos, ocupando o lugar de Tiago Rodrigues, diretor artístico daquele teatro nacional desde 2015 e que sai para dirigir o Festival d'Avignon, em França.

Segundo o Ministério da Cultura, o trabalho de Pedro Penim estende-se "à programação, à tradução, ao ensino e à atividade conferencista" e "foi já apresentado em diversos festivais e temporadas por todo o território português bem como em diversos países da Europa, América do Sul, Ásia e Médio Oriente".

Licenciado em Teatro, pela Escola Superior de Teatro e Cinema, e com um mestrado em Gestão Cultural, Pedro Penim trabalhou com outras companhias de teatro, nomeadamente as Comédias do Minho e o Novo Grupo/Teatro Aberto.

Pedro Penim prepara-se para estrear, em setembro no Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa, a peça "Pais & Filhos", que escreveu e encenou a partir de um texto do russo Ivan Turgueniev.

O ator e encenador integra o elenco da peça juntamente com Ana Tang, Bernardo de Lacerda, David Costa, Diogo Bento, Hugo van der Ding, Joana Barrios, João Abreu e Rita Blanco.