Já têm a vacinação completa contra a covid-19 em Portugal 471.204 pessoas, o que representa 5% da população. São os mais recentes dados do Relatório da Vacinação da Direção-Geral da Saúde (DGS), que passou a incluir os Açores e a Madeira.

Na outra ponta, quase um milhão já recebeu a primeira dose da vacina. Significa isto que na semana 11 da vacinação, foram mais 79.357 os cidadãos a receber a primeira dose, num total de 942.825, o equivalente a 9% da população.

Contas feitas, há agora no total  471.204 pessoas com a vacinação completa, o que corresponde a 107.681 doses aplicadas do que na semana anterior. 

Relatório de Vacinação by TVI24 on Scribd

Por grupos etários, 30% das pessoas com mais de 80 anos (205.399) já têm a vacinação completa, enquanto 61% (415.341) já receberam a primeira dose da vacina.

No grupo entre os 50 e 64 anos, 4% (80.799) já receberam as duas tomas e 10% (211.588) já tomaram a primeira dose, enquanto na faixa entre os 65 e 79 anos 03% (41.529) têm a vacinação completa e 06% (97.230) foram vacinados com a primeira dose.

De acordo com os dados da DGS, 04% das pessoas entre os 25 e os 49 anos (132.387) também já receberam as duas tomas e 06% (200.568) já viram ser administrada a primeira dose.

No total, Portugal recebeu 1.713.540 vacinas, tendo sido distribuídas pelos postos de vacinação do país 1.462.079 doses.

Por regiões, já foram administradas no Norte 449.858 vacinas, seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (440.279), o Centro (310.964), o Alentejo (97.249), o Algarve (51.051), a Madeira (40.582) e os Açores (22.221).

Sobre os Açores, o relatório refere que foi identificado pela entidade responsável nesta região autónoma um atraso entre as vacinas administradas e o seu registo, pelo que os indicadores apresentados poderão estar subestimados.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.732.899 mortos no mundo, resultantes de cerca de 123,6 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.794 pessoas dos 818.212 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Cláudia Évora Rafaela Laja / com Lusa