O comboio histórico a vapor vai voltar a circular no sábado e no domingo na Linha do Vouga, a única de bitola estreita em funcionamento em Portugal, fazendo a ligação entre Aveiro e Macinhata do Vouga.

A viagem integra uma antiga locomotiva a vapor construída pela casa alemã Henschel & Sohn, e cinco carruagens dos primeiros anos do século XX.

Devido às regras sanitárias e de segurança em vigor indicadas pela Direção-Geral da Saúde, não haverá a habitual venda de produtos regionais nem a animação por parte de grupo de danças e cantares tradicionais. O uso de máscara é obrigatório durante toda a viagem.

O programa previsto para cada um dos dias inicia com a partida da estação de Aveiro, às 13:35, e chegada a Macinhata do Vouga, em Águeda, às 15:22. Cerca de uma hora depois, será feita a viagem de regresso.

Para além de apreciarem a beleza da paisagem, os passageiros têm a oportunidade de viajar a bordo de um dos mais carismáticos comboios do mundo, referido como um “comboio de sonho” no livro “Dream Trains”, editado pela União Internacional de Caminhos de Ferro (UIC).

Estas viagens, a par de outras iniciativas, são demonstrativas da aposta da CP e da Câmara Municipal de Águeda na recuperação de locomotivas e na valorização do património histórico ferroviário.

Este comboio é único em Portugal e uma referência internacional que os amantes da ferrovia reconhecem e que pode ser apreciado por todos”, disse o presidente da Câmara de Águeda, Jorge Almeida, citado numa nota camarária.

O autarca salienta que a estratégia do município passa pela aposta neste património para dinamizar o turismo ferroviário e sustentável, com ganhos para a economia local.

O bilhete para o comboio histórico do Vouga pode ser comprado nas bilheteiras CP, bilheteira ‘online’ ou em trânsito, pelo preço de 30 euros para adulto e 16,50 euros para crianças, dos 4 aos 12 anos.

/ LF