O número de vítimas mortais no surto de covid-19 em valências da Santa Casa da Misericórdia de Portalegre (SCMP) subiu para 11, com a morte de mais três utentes no domingo.

No domingo faleceram mais três utentes, três senhoras com mais de 80 anos”, disse Ana Bicho, da comissão administrativa da SCMP, em declarações à agência Lusa, nesta segunda-feira.

De acordo com a responsável, estão nesta altura infetados 63 utentes [dois dos quais hospitalizados] e 26 funcionários, tendo este surto de covid-19 na Misericórdia alentejana sido divulgado no dia 12 pela própria instituição.

A comissão administrativa da SCMP, desde o início do surto, decidiu efetuar alterações na estrutura organizacional dos serviços de forma a isolar os utentes infetados.

“Não está prevista transferência de utentes para outros espaços, esta é a casa deles. Só quando o quadro clínico se agrava muito são encaminhados para o hospital. Vamos fazer o nosso papel de cuidar e de manter os utentes na sua casa”, garantiu.

Ana Bicho indicou que na quarta-feira vão ser realizados novos testes na instituição a funcionários e utentes.

A responsável explicou ainda que os funcionários da SCMP estão a receber apoio nas suas tarefas diárias através de equipas da Segurança Social e de duas brigadas de intervenção rápida.

De acordo com o relatório publicado hoje pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), na sua página na Internet, o distrito de Portalegre conta com um total de 15 mortes associadas à covid-19, desde o início da pandemia.

No documento, é referido que o distrito de Portalegre registava 488 casos ativos, sendo a lista liderada pelo concelho de Portalegre, com 264 casos, seguindo-se Elvas, com 53 casos ativos, Crato (42), Nisa (35), Gavião (21), Arronches e Ponte de Sor com 19 casos cada.

O concelho de Marvão apresenta nove casos ativos, Campo Maior e Monforte com sete casos ativos cada, Castelo de Vide cinco, Avis e Fronteira com três casos cada.

Os concelhos de Alter do Chão e Sousel não apresentam hoje qualquer caso ativo.

No mesmo relatório, a ULSNA indica que foram feitos até hoje 26.746 testes de diagnóstico no distrito de Portalegre e que estão internados 31 infetados nas duas unidades hospitalares da região.

/ CM