A GNR acabou hoje com uma festa ilegal com mais de 70 pessoas que decorria numa discoteca, em Sintra, no distrito de Lisboa, em desrespeito às regras para combater a pandemia de covid-19, informou a força militar.

Em comunicado, a GNR esclareceu que na sequência de uma denúncia de que a discoteca estaria a funcionar, os militares deslocaram-se de imediato para o local, confirmando tratar-se de uma festa ilegal.

No decorrer da ação, foi desencadeada uma operação policial para identificar as pessoas que se encontravam presentes e cessar o evento, tendo sido possível identificar 71 cidadãos em incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário”, referiu a nota.

Ainda segundo a GNR, foram levantados os respetivos autos de contraordenação e apreendidas 22 doses de haxixe e cinco doses de metanfetaminas.

As autoridades identificaram ainda o proprietário da discoteca, um homem de 33 anos, tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Sintra.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.088.103 mortos no mundo, resultantes de mais de 145,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.959 pessoas dos 833.964 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

. / HCL