A Unidade de Controlo Costeiro da GNR de Matosinhos apreendeu esta quinta-feira cerca de três toneladas de sarinha, num valor estimado de 17.640 euros, anunciou hoje esta força policial.

Em comunicado, a GNR explicou que a apreensão aconteceu no âmbito de uma ação de fiscalização dirigida aos armazéns do recinto da Doca Pesca, em Matosinhos, distrito do Porto, onde os militares verificaram que o pescado não tinha documentação que permitisse garantir a sua rastreabilidade.

Durante a ação, foi identificado um homem de 55 anos e elaborado um auto de contraordenação pela falta de rastreabilidade do pescado, infração punida com coima até 25 mil euros, referiu.

O pescado apreendido, após verificação higiossanitária, foi doado a instituições de solidariedade social da região Norte.

Importa referir que a época de pesca de sardinha em Portugal encerrou no dia 12 de outubro, tendo como objetivo assegurar que este recurso seja explorado de modo a garantir, no longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis, procurando-se, simultaneamente, assegurar os rendimentos da pesca aos seus profissionais”, sublinhou a GNR.