Morreu esta segunda-feira, véspera de Natal, o cardiologista Ricardo Seabra Gomes, responsável pela primeira angioplastia coronária em Portugal. O anúncio foi feito pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia.

“A cardiologia de intervenção ficou mais pobre”, afirmou a Sociedade, manifestando pesar pela morte de um dos nomes de referência nesta área a nível nacional.

Seabra Gomes foi responsável pela realização da primeira angioplastia coronária em Portugal, que celebrou este ano 41 anos, como assinala a nota de pesar.

Realizada em 1977 pelo médico Andreas Gruentzig, em Zurique, em Portugal o médico pioneiro foi Ricardo Seabra Gomes, que, em 1984, fez a primeira angioplastia, o que foi considerado uma verdadeira revolução na medicina”

Ricardo Seabra Gomes foi coordenador nacional para as Doenças Cardiovasculares (2005-2008) e diretor do Departamento de Cardiologia do Hospital Santa Cruz (1984-2005).

Entre 1973 e 1978, foi investigador no National Heart Hospital e Cardiothoracic Institute, em Londres, e presidiu à Sociedade Portuguesa de Cardiologia entre 2001 e 2003.

Foi autor ou coautor de mais de 500 artigos científicos e teve quase 1.200 resumos publicados.