O Ministério dos Transportes do Reino Unido anunciou esta quinta-feira que os Açores, juntamente com outros territórios e países, vão passar para a “lista verde” de viagens a partir de segunda-feira, não sendo necessário qualquer isolamento depois da chegada.

De acordo com a atualização da lista, feita de três em três semanas, o governo britânico obriga apenas a que os passageiros provenientes dos Açores apresentem um teste à covid-19 feito antes da partida e outro no Reino Unido, mas já não é preciso cumprir período de isolamento.

Os Açores juntam-se assim, a partir das 04:00 de segunda-feira, à Região Autónoma da Madeira, que passou para a “lista verde” no final de junho.

Portugal continental permanece na “lista amarela”.

Os viajantes que cheguem ao Reino Unido vindos de um país na "lista amarela" e já tenham a vacinação contra a covid-19 completa têm de realizar dois testes de despistagem, um antes da viagem e outro à chegada, estando isentos de quarentena.

Os viajantes não vacinados ou com a vacinação incompleta têm de realizar dois testes PCR nos primeiros oito dias após a chegada e cumprir um período de isolamento de 10 dias.

A partir de segunda-feira passarão também a estar incluídos na “lista verde” o Canadá, Dinamarca, Finlândia, Lituânia e Suíça.

A Tailândia e Montenegro, pelo contrário, estão agora na lista vermelha, o que significa que para além de terem de apresentar um teste negativo à chegada feito nos três dias antes, têm também de ficar em isolamento obrigatório num alojamento escolhido pelo Governo britânico, que tem um custo de 2.660 euros.