A mulher do triatleta encontrado morto, Luís Miguel Grilo, foi, esta quarta-feira, detida pela Polícia Judiciária (PJ). 

Rosa Grilo é suspeita de ter matado o marido.

A PJ esteve a desenvolver diligências no âmbito da investigação à morte do triatleta encontrado morto no início do mês de setembro e a TVI sabe que um alegado cúmplice da viúva também foi detido. 

A mulher de Luís Miguel Grilo falou em exclusivo à TVI e garantiu que nada tinha a ver com a morte do marido.

A 31 de agosto, Rosa Grilo e o filho já tinham sido interrogados devido a incoerências encontradas pela PJ.

Luís Miguel Grilo, de 50 anos, desapareceu a 16 de julho em Cachoeiras, perto de Vila Franca de Xira, depois de sair para um treino de bicicleta.

O corpo foi encontrado mais de um mês depois, num caminho de terra batida, em Alcôrrego, no concelho de Avis, por um popular que fazia uma caminhada. O cadáver estava nu, em avançado estado de decomposição, com um saco de plástico na cabeça e com vários sinais de violência.

Antes, o telemóvel da vítima tinha sido encontrado nos Casais da Marmeleira, a seis quilómetros de casa, já no concelho de Alenquer.