O Tribunal de Penafiel voltou pelas 15:30 ao normal funcionamento, cerca de quatro horas após um telefonema sobre a alegada presença de uma bomba no local, que obrigou à sua evacuação, indicou à Lusa fonte da GNR.

Desde as 11:20 de desta quinta-feira que uma equipa de inativação de engenhos explosivos da GNR estava a investigar a alegada presença de uma bomba no Tribunal de Penafiel, após denúncia anónima.

As buscas revelaram ter sido um falso alarme e o Tribunal de Penafiel voltou, às 15:30, ao normal funcionamento.

Do edifício tinham sido retirados os funcionários, magistrados e público, obrigando à suspensão da atividade durante várias horas.

/ BC - atualizada às 16:26