O Ministério de Administração Interna anunciou esta sexta-feira que 64 pessoas foram detidas por crimes de desobediência. Em nota de imprensa, a autoridade adianta que 1.449 estabelecimentos foram encerrados até às 18:00.

O Ministério da Administração Interna insiste no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo estado de emergência. ”, acrescenta o comunicado, sublinhando que as detenções aconteceram designadamente devido à violação da obrigação de confinamento obrigatório e por outras situações de desobediência ou resistência.

O Ministério de Administração Interna avança ainda que a Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública têm vindo a desenvolver uma intensa atividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população.

/ HCL