O secretário da Saúde dos Açores determinou a abertura "de processos disciplinares e de um inquérito para o cabal apuramento" de uma alegada vacinação indevida no centro de inoculação de Ponta Delgada, em São Miguel, foi hoje anunciado.

Tendo em conta denúncias chegadas à Secretaria Regional da Saúde e Desporto, e outras levantadas nas redes sociais, sobre a alegada vacinação abusiva contra a covid-19 no passado fim de semana, no Centro de Vacinação da Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel (USISM), nas Portas do Mar, em Ponta Delgada, o secretário Regional da Saúde e Desporto determinou a abertura de processos disciplinares e de um inquérito", lê-se numa nota do Governo Regional enviada hoje às redações.

De acordo com a secretaria regional, a investigação visa "o cabal apuramento dos factos objeto de denúncia, bem como os respetivos responsáveis".

Citado numa nota enviada às redações, o secretário regional da Saúde considera "absolutamente inaceitável" a alegada situação de vacinação indevida, no passado fim de semana no Centro de Vacinação em Ponta Delgada.

"Estamos perante uma situação absolutamente inaceitável, perante um processo muito exigente e delicado que determina que haja o maior rigor e objetividade na inoculação das vacinas e também de acordo com aquilo que são as expetativas das pessoas de serem vacinadas de acordo com aquilo que está planeado, priorizando os grupos etários mais vulneráveis, os cidadãos portadores de doença com vulnerabilidade e cidadãos de serviços essenciais. E, isto é preciso cumprir com rigor e objetividade e clareza", sublinha Clélio Meneses.

Em declarações à imprensa, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, o titular da pasta da Saúde nos Açores disse, que no caso concreto, "não se poderá deixar passar em claro qualquer tipo de situação que tenha ocorrido em violação do que está determinado".

Clélio Meneses reiterou a confiança nos profissionais de saúde e o respeito por todos aqueles que trabalham no âmbito deste processo.

A Unidade de Saúde de São Miguel reforçou este fim de semana a capacidade de resposta nos vários centros de vacinação covid-19 em São Miguel, alargando o funcionamento dos espaços de inoculação e abrindo um novo centro de vacinação na Ribeira Grande.

Numa nota enviada no sábado às redações, a secretaria regional da Saúde e Desporto informava que, com "a abertura de um Centro de vacinação na Ribeira Grande", a Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel (USISM) "acaba de reforçar a capacidade de resposta nos vários centros de vacinação covid-19 na ilha".

Na Ribeira Grande, o Centro de Vacinação está localizado no Pavilhão Fernando Monteiro, em Vila Franca do Campo, no Centro Cultural, enquanto na Povoação funciona no Centro de Saúde e no Nordeste as equipas de vacinação deslocam-se a cada freguesia.

No total, e segundo a secretaria, "estão alocados à vacinação cerca de 150 profissionais da saúde, por dia".

O reforço do processo de vacinação em São Miguel passa também pela abertura, ao sábado, dos centros de vacinação na Povoação, Nordeste, Vila Franca do Campo e Ribeira Grande, para vacinação de utentes com 60 e mais anos sem patologias.

Além disso, foi igualmente aumentada a capacidade de resposta no Centro de Vacinação das Portas do Mar, na cidade de Ponta Delgada, que "tem a possibilidade de realizar 450 inoculações por dia", espaço que "abre também ao domingo para utentes com mais de 60 anos e sem patologias, que serão convocados e agendados, telefonicamente".

Segundo adiantou no sábado a Secretaria Regional da Saúde, o processo decorre em articulação com o Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, "na vacinação de doentes com neoplasias", e ainda com as Forças Armadas, para apoio na vacinação de utentes da segunda fase, sem patologias.

Os Açores registam atualmente 284 casos de covid-19, segundo o último boletim da Autoridade de Saúde Regional, divulgado na segunda-feira.

A ilha de São Miguel, a maior e mais populosa, concentra a maioria dos doentes com 269 casos, havendo sete na Terceira, sete em Santa Maria e um nas Flores.

"Desde 31 de dezembro de 2020 e até 21 de abril corrente, 69.887 pessoas com 15 ou mais anos foram vacinadas no arquipélago, 49.477 coma a primeira dose (24,42% de taxa de cobertura) e 20.410 com a segunda (10.08% de taxa de cobertura)", no âmbito da 1ª fase do Plano Regional de vacinação, em curso, de acordo com os dados da Autoridade de Saúde açoriana.

. / RL