O Ministério Público deixou esgotar os 120 dias de prazo concedidos pelo juiz Ivo Rosa, sem que até hoje tenha dado entrada no Citius qualquer recurso face à decisão instrutória do Processo Marquês, sabe a TVI.

O prazo terminou na última quinta-feira, dia 23, sem que até hoje os procuradores Rosário Teixeira e Vítor Pinto tenham avançado com o recurso - algo que, recorde-se, tinham anunciado intenção de fazer logo no dia em que o juiz Ivo Rosa faz cair 31 crimes pelos quais José Sócrates estava acusado, pronunciando apenas o antigo primeiro-ministro por três crimes de falsificação de documentos e três de branqueamento de capitais.

LEIA TAMBÉM: OPERAÇÃO MARQUÊS: "É PERFEITAMENTE RAZOÁVEL" PRAZO DE 120 DIAS PARA RECURSO

Pode acontecer que o Ministério Público apresente o recurso nos próximos dias, já fora de prazo e com multa, algo cuja legalidade as defesas podem contestar.

Henrique Machado