Aumentou para 32 o número de casos suspeitos de sarampo registados este mês na região de Lisboa e Vale do Tejo. Confirma-se que 22 dessas pessoas têm mesmo a doença, pelo que indica o último balanço da Direção-geral de Saúde.

Entre os casos confirmados pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge há 20 adultos e duas crianças.

Constata-se um aumento de oito casos em relação à última sexta-feira, 23 de novembro.

Há "dois surtos distintos, ambos com origem em casos de doença importados de países europeus". Porém, dois dos casos não estão relacionados com estes surtos e estão a ser investigados.

Sintomas 

Os sintomas do sarampo levam entre 10 e 12 dias para aparecer, quando há transmissão por contacto com gotículas ou propagação no ar através da tosse ou espirros da pessoa infetada.

O período de contágio inclui os quatro dias antes e os quatro dias depois de a doença se manifestar na pele.

Febre, erupção cutânea, tosse, conjuntivite e corrimento nasal são os sintomas.

A Direção-Geral de Saúde tem disponível a linha SNS 24 (808 24 24 24) para esclarecer dúvidas, recomendando a vacinação contra "uma das doenças infecciosas mais contagiosas".