A Polícia Judiciária anunciou, esta quarta-feira, a detenção de três homens “fortemente indiciados como coautores” dos crimes de sequestro, extorsão, ameaças e violação de domicílio nos concelhos de Sintra e Amadora, distrito de Lisboa.

Em comunicado, a Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo da PJ informa que os factos ocorreram no dia 20, quando os três detidos, com idades entre os 26 e 41 anos, “mantiveram um homem sob sequestro, por suspeitas de este ter sido o autor de um suposto furto de 200 mil euros”.

Segundo a PJ, os arguidos, “mantendo a vítima sequestrada”, invadiram a sua residência, “na qual se encontrava a esposa, revistando toda a habitação à procura de tal quantia”.

De forma a intimidarem a vítima, ameaçaram-na que, caso o dinheiro não aparecesse, os filhos da mesma iriam sofrer graves consequências, [o que acabou por provocar o] abandono da residência [por parte do sequestrado com] receio pela própria vida e dos seus familiares”.

Os detidos têm antecedentes por diversos crimes, como tentativa de homicídio, tráfico de estupefacientes e ofensas à integridade física, adianta o comunicado.

Os arguidos vão ser hoje presentes a primeiro interrogatório judicial, para a eventual aplicação de outras de medidas de coação, acrescenta a PJ que continua a investigar a “eventual participação de outros envolvidos” nestes crimes.