Uma agressão com arma branca e de fogo entre familiares de um aluno da escola C+S Amadeu Gaudêncio, na Nazaré, Leiria, fez um morto, apurou a TVI junto de fontes do CDOS, Bombeiros, INEM e PSP.

Trata-se de um homem de 67 anos, que foi esfaqueado e atingindo a tiro. Foi primeiro transportado ao Hospital de Alcobaça, tendo depois sido reencaminhado para Leiria devido à gravidade dos ferimentos, onde viria a morrer.

De acordo com o Hospital de Santo André, a vítima, de 67 anos de idade, foi "admitida na emergência em manobras de Suporte Avançado de Vida, efetuadas pela equipa da VMER", e foram tentadas manobras de reanimação "sem sucesso, sendo verificado o óbito”. Ainda segundo o hospital, em declarações à Lusa, o homem apresentava "lesões provocadas por arma de fogo e por arma branca".

Em comunicado, a PSP revela que uma mulher, de 31 anos, também ficou ferida durante o incidente.

Uma patrulha da "Escola Segura" foi enviada de imediato para a escola Amadeu Gaudêncio e o agressor, de cerca de 40 anos, foi detido e as armas apreendidas.

Foram disparados vários tiros, mas não há outras vítimas a registar.

Ao que a TVI apurou ainda, o incidente ocorreu no pátio da escola, pouco depois das 10 horas, numa zona de passagem e alguns alunos testemunharam a agressão. Os alunos foram retirados do estabelecimento, depois de alguns terem ficado em estado choque.

O presidente da Câmara Municipal da Nazaré adiantou que se tratou de um crime passional, em que um ex-marido atacou o ex-sogro.

As aulas foram, entretanto, canceladas e a escola encerrada. A direção divulgou entretanto que o estabelecimento de ensino reabre na terça-feira, assegurando não haver professores, alunos ou funcionários envolvidos.

"O serviço na escola sede mantém-se em funcionamento, retomando a normalidade a partir de amanhã [terça-feira]”, informou em comunicado a direção do Agrupamento de Escolas da Nazaré, na sequência das agressões registadas esta manhã.

“A situação está devidamente resolvida com a colaboração das autoridades, não tendo havido alunos, professores e funcionários envolvidos nos acontecimentos lamentáveis”, esclareceu ainda o comunicado.

A direção apela ainda “à compreensão da comunidade e à manutenção da tranquilidade necessária” pode ler-se no comunicado.

Para o local foram acionadas duas viaturas médicas de emergência e reanimação do INEM.

No local estiveram, ainda, bombeiros da Nazaré e PSP, que durante a tarde enviou um comunicado às redações onde informa que o suspeito, de 38 anos, foi detido dentro da Escola e foi-lhe apreendida "uma arma de fogo, revolver de calibre.32 e também 15 munições do mesmo calibre. Foram ainda apreendidas duas armas brancas".

A investigação da ocorrência foi entregue à Polícia Judiciária.

Catarina Machado / AR - Notícia atualizada às 18:53