A Diretora do Centro Distrital de Setúbal do Instituto da Segurança Social demitiu-se, após a polémica relativa à vacinação da covid-19.

Natividade Coelho foi uma das 126 pessoas desta instituição que foram vacinadas indevidamente.

O Instituto da Segurança Social já tinha aberto um processo de averiguações urgente, "com vista ao apuramento dos factos que determinaram a vacinação de funcionários no Centro Distrital de Setúbal e eventuais responsabilidades, aguardando-se as respetivas conclusões".

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) tinha confirmado hoje à agência Lusa a vacinação de 126 pessoas do Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal (CDSSS), que integravam uma lista de que também fazia parte a diretora Natividade Coelho e diretores de unidade e de núcleo.

“A aplicação do Plano de Vacinação contra a covid-19, em especial a vacinação de residentes e profissionais de lares, envolve diversas entidades”, esclareceu a ARSLVT, adiantando que o ACES Arrábida (Agrupamento de Centros de Saúde Arrábida) “recebeu a listagem onde constava o nome da instituição, bem como o número de pessoas a vacinar, tendo, assim, vacinado 126 pessoas da referida instituição, no dia 21 de janeiro”. 

A agência Lusa tentou ouvir a diretora do CDSSS, Natividade Coelho, mas não foi possível em tempo oportuno.

Catarina Pereira / com Lusa