O Ministério da Administração Interna (MAI) anunciou hoje a conclusão do inquérito aos acontecimentos no bairro da Jamaica, no Seixal, Setúbal, com confrontos entre moradores e polícias, resultando na instauração de dois processos disciplinares.

Numa nota enviada às redações, o MAI afirma que o inquérito foi elaborado pela PSP e concluído a 22 de março.

"O processo de inquérito sobre os acontecimentos ocorridos no Bairro da Jamaica, a 20 de janeiro, foi elaborado pela PSP, tendo sido concluído a 22 de março de 2019.  Desse processo resultou a instauração de dois processos disciplinares por despacho do Diretor Nacional da PSP, além da prorrogação da instrução do inquérito por 15 dias úteis com vista à realização de diligências complementares no âmbito do processo", lê-se no comunicado.

No dia 20 de janeiro de manhã, a polícia foi alertada para “uma desordem entre duas mulheres” no Bairro da Jamaica, tendo sido deslocada para o local uma equipa de intervenção rápida da PSP de Setúbal.

Segundo a PSP, um grupo de homens reagiu à intervenção dos agentes da polícia quando estes chegaram ao local, atirando pedras.

No incidente ficaram feridos, sem gravidade, cinco civis e um agente da PSP que foram assistidos no Hospital Garcia de Orta, em Almada.

PSP abriu um inquérito para “averiguação interna” sobre a “intervenção policial e todas as circunstâncias que a rodearam”, da qual resultaram, além dos feridos, um detido.