O fogo que começou no sábado em Oleiros e que depois alastrou aos concelhos de Sertã e Proença-a-Nova, também no distrito de Castelo Branco, foi dado como “em conclusão” às 08:52 desta quarta-feira, quatro dias depois de ter deflagrado, disse fonte da Proteção Civil.

Às 10:00, mantinham-se no local 395 operacionais, apoiados por 117 viaturas e um meio aéreo, em “operações de rescaldo e vigilância”.

O incêndio, que terá provocado prejuízos superiores a nove milhões de euros, de acordo com dados provisórios divulgados pelas Câmaras de Oleiros e da Sertã, provocou a morte a um bombeiro de 21 anos, de Proença-a-Nova.

As chamas destruíram mais de seis mil hectares de território e, de acordo com a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, tinham potencial para atingir 20 mil hectares de floresta.

. / CM