O início da fase de instrução do processo Hells Angels, que conta com 89 arguidos, está marcada para a manhã desta quarta-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa.

Estão ainda marcadas outras sessões da fase de instrução para a próxima sexta-feira, dia 24, e para a próxima semana para os dias 28 e 29 e o debate instrutório para 11,12,14 e 18 de maio. Do total de arguidos, 27 pediram a abertura da instrução, uma fase facultativa do processo. Recorde-se que a fase de instrução vai ser repetida, depois de a juíza que presidiu a esta fase ter abandonado o processo. Inicialmente marcada para 12 de março, a fase foi adiada para 22 de abril.

O processo Hells Angels está dentro dos parâmetros dos direitos fundamentais e é considerado urgente porque tem um arguido preso preventivamente.

Devido às medidas de afastamento social, impostas pela pandemia de Covid-19, o juiz reservou as duas salas do tribunal para as diligências, com 100 lugares para advogados e mais 100 para os arguidos que queiram comparecer, e irá utilizar a videoconferência para fazer a ligação entre ambos os espaços.

A acusação do Ministério Público sustenta que os 89 arguidos do grupo motard Hells Angels elaboraram um plano para aniquilar um grupo rival, em março de 2018, com recurso à força física e a várias armas para lhes causar graves ferimentos, "se necessário até a morte", incluindo Mário Machado (líder do movimento de extrema-direita Nova Ordem Social), que é assistente no processo.

Os arguidos estão acusados de associação criminosa, tentativa de homicídio qualificado agravado pelo uso de arma, ofensa à integridade física, extorsão, roubo, tráfico de droga e detenção de armas e munições entre outros crimes.

/ AG