O bebé que caiu esta sexta-feira de um 2.º andar de um prédio no Prior Velho, Loures, encontra-se "estável e em vigilância" e "não está nos cuidados intensivos", disse à Lusa fonte do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Além da informação geral sobre o estado clínico do bebé, a fonte do Hospital de Santa Maria escusou-se a adiantar qual a situação da mãe da criança que também foi transportada para esta unidade hospitalar, na sequência do acidente doméstico.

Após a queda, que ocorreu pelas 11:30 de hoje, o menino de "aproximadamente 2 anos" foi transportado para este hospital da capital, indicou a PSP.

No local [do acidente], o bebé estaria a responder a estímulos", disse à Lusa ao início da tarde fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) referiu, posteriormente, que o bebé foi considerado "vítima grave", acrescentando que o pedido de ajuda no Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) foi recebido às 11:30, "para uma criança do sexo masculino, com aproximadamente um ano, que sofreu uma queda de aproximadamente três metros".

O INEM acionou os Bombeiros Voluntários de Sacavém, no concelho de Loures, e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital de São José, em Lisboa, e a criança foi transportada para o Hospital de Santa Maria.

Segundo a PSP, o alerta terá sido dado ao final da manhã, por volta das 11:30, na rua de Macau, pertencente à zona do Prior Velho, em Loures, distrito de Lisboa, dando conta da "queda de uma criança, com aproximadamente dois anos, do sexo masculino, que terá caído do 2.º andar".

No momento do socorro no local, a mãe sentiu-se mal devido à situação, pelo que também foi transportada para o Hospital de Santa Maria, indicou a Polícia.

Sobre as circunstâncias em que ocorreu a queda, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP disse que estavam ainda a ser verificadas, adiantando que a criança "estaria na residência com a mãe".

Os Bombeiros Voluntários de Sacavém estiveram no local a prestar assistência médica ao bebé, com um veículo do INEM e três operacionais.

. / CE - Notícia atualizada às 20:09