Portugal regista esta quarta-feira mais três mortes e 663 novos casos de covid-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de pessoas internadas, que atingiu o pico de 6.869 a 1 de fevereiro, tem vindo a descer desde então, contando-se agora 488, menos 16 do que na terça-feira, e a primeira vez desde 19 de setembro de 2020 que esse indicador é inferior a 500, segundo o boletim epidemiológico divulgado.

Desde terça-feira, mais três pessoas foram para unidades de cuidados intensivos, onde estão agora 116 doentes com covid-19.

O índice de transmissibilidade (Rt) subiu para 1,01 em todo o território nacional, sendo agora de 1,02 no continente. Recorde-se que este era um dos dois fatores definidos pelo Governo na matriz de risco do desconfinamento, sendo que o máximo previsto era 1.

Com uma ligeira subida da incidência, Portugal aproxima-se assim do amarelo no semáforo que regula o desconfinamento.

O anterior Rt nacional, divulgado na segunda-feira, era de 0,98. Quanto ao mesmo indicador só para o continente, subiu de 1 para 1,02, de acordo com o boletim conjunto da DGS e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

Em relação à incidência nacional, tinha descido de 62,9 para 60,9 na segunda-feira passada, mas hoje aumentou para 64,3.

No continente, a incidência estava também em descida, situando-se na segunda-feira em 60,9 casos, mas hoje há um aumento para 62,5.

António Guimarães