Portugal regista agora 1.396 mortos provocados pela pandemia do novo coronavírus. Significa que são mais 13 as vítimas mortais do que as que foram registadas no boletim epidemiológico divulgado na sexta-feira, pela Direção Geral de Saúde.

Em comparação com os dados de sexta-feira, em que se registavam 1.383 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de quase 1% (0.9%).

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado este sábado, Portugal regista ainda 32.203 casos confirmados. São mais 257 casos registados em 24 horas, o que representa um aumento de 0,8%.

Os dados da DGS precisam que o concelho de Lisboa é o que regista o maior número de casos de infeção pelo novo coronavírus (2.365), seguido por Vila Nova de Gaia (1.558), Porto (1.354), Matosinhos (1.277), Braga (1.225) e Gondomar (1.083).

Ainda de acordo com o mesmo documento divulgado este sábado pela Direção Geral de Saúde, há 19.186 casos recuperados. Mais 275 pessoas do que as registadas na sexta-feira.

89_DGS_boletim_20200530 30 ... by TVI24 on Scribd

A região Norte continua a ser a que regista o maior número de mortos (773), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (354), do Centro (238), do Algarve e dos Açores (ambos com 15) e do Alentejo, que regista um óbito, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de sexta-feira, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, 708 vítimas mortais são mulheres e 688 são homens.

Das mortes registadas, 936 tinham mais de 80 anos, 273 tinham entre os 70 e os 79 anos, 125 tinham entre os 60 e 69 anos, 45 entre 50 e 59, 15 entre os 40 e os 49. Um dos doentes que morreu tinha entre os 30 e os 39 anos e outro entre 20 e 29 anos.

A caracterização clínica dos casos confirmados indica que 514 doentes estão internados em hospitais, menos 15 do que na sexta-feira (-2,8%), e 63 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos três do que no dia anterior.

A recuperar em casa estão 11.104 pessoas.

Desde o dia 1 de janeiro, registaram-se 323.663 casos suspeitos, dos quais 2.134 aguardam resultado dos testes.

Há 289.326 casos em que o resultado dos testes foi negativo, refere a DGS, adiantando que o número de doentes recuperados subiu para 19.189 (mais 275 do que na sexta-feira).

A região Norte continua a registar o maior número de infeções, totalizando 16.739, seguida pela região de Lisboa e Vale do Tejo, com 10.874, da região Centro, com 3.739, do Algarve (367) e do Alentejo (259).

Os Açores registam 135 casos de covid-19 e a Madeira contabiliza 90 casos confirmados, de acordo com o boletim hoje divulgado.

A DGS regista também 28.183 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Do total de infetados, 18.488 são mulheres e 13.715 são homens.

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (5.410), seguida da faixa dos 50 aos 59 anos (5.323) e das pessoas com idades entre os 30 e 39 anos (4.857).

Há ainda 4.529 doentes acima dos 80 anos, 4.234 entre os 20 e os 29 anos, 3.524 entre os 60 e 69 anos e 2.591 com idades entre 70 e 79 anos.

A DGS regista igualmente 654 casos de crianças até aos nove anos e 1.081 jovens com idades entre os 10 e os 19 anos.

De acordo com a DGS, 40% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e 11% dificuldade respiratória. Esta informação refere-se a 91% dos casos confirmados.

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 362 mil mortos e infetou mais de 5,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,4 milhões de doentes foram considerados curados.

Açores sem novos casos nas últimas 24 horas

Os Açores não registaram nas últimas 24 horas novos casos positivos de infeção pelo novo coronavírus e têm apenas dois doentes por recuperar na ilha de São Miguel, segundo a Autoridade de Saúde Regional.

No seu comunicado diário, a entidade informa que "as 548 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da região", localizados nas ilhas de São Miguel e Terceira, "nas últimas 24 horas, não revelaram novos casos positivos de covid-19".

Até ao momento, já foram detetados na região um total de 146 casos de infeção, verificando-se 128 recuperados, 16 óbitos e dois casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, ambos na ilha de São Miguel.

A Autoridade de Saúde açoriana reitera a necessidade de "as medidas de prevenção e contenção da pandemia" serem "mantidas e reforçadas, sempre que possível, por cidadãos e organizações públicas, privadas e do setor social".

Manuela Micael / Atualizado às 14:00, com Lusa