Subiu para 1.555 o número de mortos por Covid-19 em Portugal, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado nesta sexta-feira.

São mais seis óbitos nas últimas 24 horas, uma subida de 0,4%. Quatro ocorreram na região de Lisboa, um no Alentejo e outro no Norte.

Já o número de infetados subiu para 40.866 (+1,1%), com mais 451 casos positivos relativamente ao dia anterior, a maior subida desde o início de maio.

A região de Lisboa continua a ser a mais afetada, com 75% dos novos casos, para um total de 18.106 (mais 339). 

O Norte, porém, registou um aumento considerável de casos, com mais 69 que na véspera, a maioria associados ao surto num lar de Cinfães.

Há mais 21 doentes hospitalizados, para um total de 457, mantendo-se os 67 internamentos nos cuidados intensivos.

Nas últimas 24 horas há também registo de mais 251 doentes recuperados. Já recuperaram da doença 26.633 pessoas.

A aguardar resultados de testes estão, ainda, 1.561 pessoas, enquanto 31.246 estão em contactos de vigilância com as autoridades de saúde.

Boletim da DGS - 26 de junho by TVI24 on Scribd

Na distribuição dos casos infetados por concelhos, Lisboa é o que regista o maior número de casos (3.335), seguido por Sintra (2.477), Loures (1.745), Vila Nova de Gaia (1.633), Amadora (1.591), Porto (1.414), Matosinhos (1.292), Braga (1.256) e Odivelas (1054).

Os dados do relatório da DGS indicam que, do total de mortes registadas até hoje, 780 são mulheres e 775 homens.

Por faixa etária, o maior número de mortes regista-se entre as pessoas com 80 ou mais anos (1.042), seguida pela faixa 70-79 anos (299) e pela 60-69 anos (143).

Relativamente ao total de casos de infeção, os dados apontam que 22.948 são mulheres e 17.918 homens.

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (6.821), seguida dos 30-39 anos (6.481) e dos 50-59 anos (6.471).

Entre os 20 e os 29 anos, registam-se 5.911 casos e, entre os 10 e os 19 anos, 1.635, enquanto nas crianças até aos nove anos há 1.146 casos.

Catarina Machado