Portugal regista, nesta quarta-feira, mais três mortos e 1.497 casos de covid-19, de acordo com o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde 24 de fevereiro que não se registavam tantos casos num dia.

Os três óbitos ocorrem na região de Lisboa, a mais afetada pela pandemia, com 64,4% dos casos diários (964).

A incidência a nível nacional já está no vermelho, com 128,6 casos de infeção por 100.000 habitantes, acima do limite de 120, quando na segunda-feira estava nos 119,3. Já o índice de transmissibilidade, o R(t), desceu ligeiramente, para 1,17 (era 1,18). Estes indicadores, que são atualizados três vezes por semana, são os dois critérios definidos pelo Governo para avaliar o processo de desconfinamento, iniciado a 15 de março.

Nas últimas 24 horas, o país ultrapassou, ainda, a barreira dos 29.000 casos ativos, com mais 634 casos que no dia anterior. Há, ainda, 43.419 pessoas em contactos de vigilância com as autoridades de saúde, mais 1.760 casos suspeitos que na véspera.

Há, no entanto, menos 13 doentes internados em enfermarias, para um total de 437, e menos um em cuidados intensivos (100).

Mais 860 pessoas recuperaram da doença, totalizando 822.234.

Desde o início da pandemia já morreram 17.077 doentes dos 868.323 infetados.

Boletim da DGS - 23 de junho by TVI24

Catarina Machado