A Polícia Judiciária deteve um pai por "fortes indícios" de ter cometido mais de 300 crimes de violação e abuso sexual da filha menor, todos na forma agravada.

Os crimes ocorreram na região de Lisboa, "repetidamente, desde o início de 2019, quando a vítima tinha 12 anos, até à atualidade", indica a PJ, em comunicado.

O presumível agressor é o pai da vítima, o qual se prevalecia da coabitação com a menina para consumar os crimes, nomeadamente quando se encontrava a sós com a mesma", pode ler-se também.

O homem, de 37 anos, já foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Catarina Machado